Tarte de Maçã e Ruibarbo - Bimboca

Tarte de Maçã e Ruibarbo

Ha coisas que se apreende a gostar. Quando cá cheguei falaram-me de Ruibarbo. Não conhecia nem nunca tinha ouvido falar. Quando me explicaram a sua origem perguntei e isso come-se? com ar de espantada. Fizeram-me uma tarte de maça com Ruibarbo e fiquei simplesmente viciada. Hoje trago-vos não a receita que me deram a provar mas muito idêntica.

O ruibarbo  é uma planta comestível mais utilizada como fitoterápico.  Caracterizada por apresentar um caule grosso, folhas grandes (30-40 cm de comprimento), dispostas em grupos basais, cordadas e palmadamente bilobulares.

As flores têm tonalidades que variam entre o vermelho amarelado e o verde-esbranquiçado, agrupadas ao tamanho de um talo alto, e que aparecem durante o verão. Originária da Ásia, tem sido usado como planta medicinal há milhares de anos, principalmente na medicina chinesa. Como alimento começou a ser utilizado por volta do século XIII, quando chegou à Grã-Bretanha. Ainda hoje é na Grã-Bretanha que se produz e consome a maior parte do ruibarbo.

Só os talos são comestíveis. As folhas não devem ser consumidas, pois têm forte concentração de ácido oxálico, nefrotóxico e corrosivo.

Como propriedades e indicações terapêuticas é digestivo, estimulante do fígado, estomáquico, laxante em doses superiores a 2g e antidiarreico em doses de até 300mg (raízes). Indicado para atonia gástrica acompanhada de prisão de ventre. Diminui a absorção de ferro. Essa droga associada ao ácido acetil salicílico (AAS)pode causar gengivite e estomatite.

Segundo alguns especialistas não é recomendável para quem tenha cálculo renal ou gota devido a seu alto teor de oxalato (devido aos 10% de taninos presentes). Na culinária pode ser usado em sobremesas.

Ingredientes:

1 embalagem de massa Folhada redonda*
4 Maças
100g de Ruibarbo
35g de Manteiga
100g de Açúcar + 2 colheres de sopa
1/2 colher de chá de Canela ou mais se preferir
100ml de Natas
2 Ovos
1 Colher de sopa de Calvados, usei vinho do Porto

Preparação:

Disponha a massa numa forma redonda e reserve. Descascar as maças e corte em pedaços pequenos.  Lave o ruibarbo e desfie-o de modo que já não consiga tirar fios, corte  as rodelas pequeninas. Deite a manteiga com o açúcar numa frigideira e leve médio até que derreta. Deite a fruta e a canela e vá envolvendo até que fique com um tom caramelizado. Retire do lume e reserve. Numa tigela mexa os ovos com as natas, as 2 colheres de açúcar e o vinho do porto com a ajuda de um fouet, ou uma batedeira eléctrica. Se for na Bimby deite tudo no copo da Bimby e programe 1 minuto na velocidade 3.

Deite o preparado da fruta na forma com a massa folhada, e deite a mistura dos ovos por cima. Leve ao forno pré-aquecido a 180º durante 40 minutos ou até começar a ficar com uma cor dourada.

Nota: * a receita inicial indica uma outra massa cuja receita se encontra no livro. Mas como massa folhada torna-se muito mais rápido.

Fonte – Receita adaptada do livro ” Home Bake” de Eric Lanlard

Podem adquiri o livro aqui na loja Bimboca

 

 

Para que tem duvidas e não sabe como proceder a compras online,

VEJA ESTE ARTIGO.

2 Comentários

  1. Cintia diz:

    Hmmmmmm que bom aspecto.., comia uma fatia gigante aporrinha mesmo 🙂
    Maca, canela e vinho do Porto? Conquistaste-me…

  2. Oh amiga, que maravilha. Nunca comi ruibarbo, mas ando super curiosa. Essa tarte está com um aspecto delicioso e as fotos estão maravilhosas. Um beijo enorme.